Horário de Funcionamento: das 08:00h às 15:00h (Verão) / das 08:00h às 16:00h (Inverno) ininterruptamente.

Pórtico de São Fernando

O Pórtico de S. Fernando ou S. Fernandes, como lhe chamam os mais idosos, fica situado na Quinta da Mongeralda, junto à estrada que liga a sede da freguesia a Porto Peles. É formado por um arco de volta inteira em granito, que assenta em duas jambas de mármore. As aduelas são facetadas de ambos os lados, não apresentando qualquer tipo de ornamentação lavrada na pedra. A ladeá-lo tem dois contra-ofertes apilastrados, encimados por pináculos piramidais.No frontão está um nicho com um painel de azulejos, representando S. António. O frontão era rematado por uma moldura em argamassa e coroado por uma cruz sobre uma peanha em mármore ornamentado com folhas de acanto. O pórtico era completado com uma porta de cada lado, acusando reminiscências dos arcos de triunfo. Presentemente estas duas portas estão destruídas e entaipadas. Segundo a tradição, em frente deste pórtico realizava-se antigamente uma grande festa dedicada a Santo António, talvez devido ao facto deste santo ter sido baptizado com o nome de Fernando.
Os painéis que encimam o pórtico são dois. Um virado para a estrada e outro para o interior da quinta. O primeiro representa Santo António, possivelmente o santo da devoção do seu proprietário, e o segundo Nossa Senhora das Neves, padroeira da freguesia.
O painel com o santo António é composto por 8x7 azulejos, bastante deteriorados. Representa o santo aureolado e segurando na mão esquerda uma cruz. A figura é enquadrada de ambos os lados por ciprestes. Em baixo, à esquerda, estão alguns peixes na água ─ alusão ao milagre de Santo António. A cercadura que serve de moldura a este painel é constituída por ornatos de acantos amarelos sobre fundo branco limitados por barras azuis e amarelas. Este tipo de cercadura é muito comum na azularia da segunda metade do século XVII.
O desenho do painel é feito a manganês e de execução bastante ingénua, o que denuncia a origem popular do seu autor. As cores utilizadas são características dos painéis ─ registo da azulejaria seiscentista ─ azul, amarelo, branco, verde e castanho. O painel que representa Nossa Senhora das Neves é formado por 9x7 azulejos, muito mal conservados. A padroeira da freguesia está pintada segundo a iconografia tradicional ─ de pé, coroada e com o menino Jesus ao colo, igualmente coroado e segurando na mão uma bola que representa o mundo. Dois anjos estão ajoelhados a ladear a imagem, segurando cada um o seu turíbulo. Uma auréola envolve toda a figura, acentuando de forma exagerada o simbolismo da representação. Em baixo vê-se um anjinho barroco com a inscrição: N.S DAS NEVES. Os cantos superiores são decorados com enrolamentos de ornamentação barroca. A emoldurar o painel foi utilizada uma cercadura, igualmente de folhas de canto.
Por este arco, passava a canada de Serpa, que ligava a serra de Serpa com os campos baixos dos arredores de Beja. Era por aqui que os pastores e os seus enormes rebanhos passavam no seu movimento de transumância. Perto do pórtico da quinta passava uma antiga estrada que seguia paralela atravessando mais à frente um ribeiro, através da demolida ponte romana de Porto Peles.

website imaginado, criado e desenvolvido por: smartweb - comunicação & multimédia